quinta-feira, 9 de agosto de 2007

 

Kokhmahá! 2º Encontro Estadual de Terapeutas e Profissionais Holísticos - Impressões do evento

Por Paulo Stekel (editor)


[O deputado estadual Giovani Cherini (esquerda), organizador do evento, em companhia do padre português João Almendra (direita), que apresentou suas pesquisas com radiestesia em vários países da Europa, África e América do Sul.]

Porto Alegre (RS) tem sido marcada por vários eventos sobre espiritualidade e holística. As iniciativas partem de várias fontes: universidades, faculdades e mesmo de parlamentares que esposam visões holísticas e espirituais da vida.
Em 10 de julho último foi realizado o 2º Encontro Estadual de Terapeutas e Profissionais Holísticos. A iniciativa partiu do deputado estadual Giovani Cherini, que também é terapeuta holístico há mais de 15 anos e um entusiasta da espiritualidade. O evento lotou o auditório da Assembléia Legislativa do RS e contou com diversos palestrantes, alguns estrangeiros. Estavam presentes terapeutas e o público interessado em geral.
Entre os temas abordados, uma (boa) miscelânea, que certamente agradou o atento público presente: arquétipos do feminino, sincronicidade, medicina egípcia, bioenergética, musicoterapia, feng shui, radiestesia, EMF Balancing Technique, apometria quântica, homeopatia e biodança.
Em seu discurso de abertura, Giovani Cherini frisou que o sucesso de público não se devia a grandes divulgações na mídia, já que a organização encontrou muitas dificuldades nesse sentido. As mídias principais não têm espaço para a divulgação destes eventos porque eles simplesmente “não rendem manchetes”, já que são exortações à paz e não “banhos de sangue” no horário nobre.
Cherini ainda destacou o crescente interesse da medicina convencional pelas terapias complementares, também chamadas de “alternativas” e “holísticas”. Disse: “a ciência agora quer se apropriar de terapias que antes atacava, como a acupuntura.” Isso desagrada muito os terapeutas holísticos que não tenham formação em medicina.



Sincronicidade: é possível mudar o futuro?

O primeiro a falar foi o naturista e escritor Celso Rossi (abaixo), que apresentou suas idéias sobre a sincronicidade, termo técnico cunhado por Carl Jung para definir a simultaneidade de eventos que parecem de alguma forma psicológica invisivelmente conectados.
Para Rossi, a astrologia é importante para se entender melhor as relações. “A astrologia oferece muito para a psicologia”, afirmou.
Suas perguntas principais foram: É possível prever o futuro? É possível mudá-lo?
Quanto à primeira questão, postulou que as profecias de Nostradamus já previam a bomba atômica, o raio laser e a fibra ótica. Ou seja, em suas palavras: “Tudo deve estar sincronicamente organizado para a ocorrência de uma previsão.”
Quanto à segunda questão, Rossi afirma que não podemos mudar nosso futuro, já que tudo estaria determinado matematicamente pelo universo, inclusive nossa vontade em modificar os eventos do porvir. Realmente, considerando uma teoria dessas, não teríamos nem mesmo o livre-arbítrio, tão importante em algumas doutrinas espiritualistas. Antes, a sensação de livre-arbítrio seria ilusória, como afirmou Rossi.


[A administradora Silvia Fleury falou sobre “A conexão com a fonte universal de energia – EMF Balancing Technique”.]

Medicina egípcia em tempos modernos

O médico uruguaio Jorge Aguer, pesquisador dos egípcios e de suas técnicas de cura, apresentou as impressionantes descobertas feitas sobre as invenções dos antigos egípcios na área da saúde. Entre elas, próteses, produtos de beleza, absorventes e até cirurgias mais complexas realizadas no calor do deserto para evitar infecções.
Explicou ainda como os egípcios faziam experiências adoecendo animais e seguindo-os para ver qual erva procurariam para se curar. A medicina egípcia era integrada com a natureza, ou seja, verdadeiramente holística.


[Durante o evento foram oferecidas gratuitamente ao público participante minisessões de EMF Balancing Technique.]

O poder das mulheres

A psicóloga e facilitadora da UNIPAZ, Iara Fontoura falou sobre os “Arquétipos do feminino – a conexão com a sabedoria, o amor e o poder das mulheres”. Deteve-se especificamente nos arquétipos baseados nas antigas deusas gregas, como Deméter, Afrodite, Diana, Hera e Atena, entre outras, falando de sua relação com as diversas figuras femininas importantes da modernidade, como Lady Diana e Madre Tereza de Calcutá.
Iara deixou claro que a a influência do patriarcado sobre o psiquismo feminino se fez sentir durante muito tempo, mas que vários povos guardaram a idéia da Grande Deusa, o princípio feminino integrado.
Disse: “Os arquétipos são como matrizes arcaicas. (...) Segundo alguns estudiosos, antropólogos e cientistas, ocorre hoje um grande desequilíbrio na humanidade, porque as forças dominantes são de uma pressão externa muito grande e, podemos dizer, que o princípio masculino vigorou. (...) A deusa é a parte sagrada em nós. (...) e cada uma traz comportamentos e vivências que estão presentes em nós, mulheres. (...) O mito possui uma profunda verdade no meio de seu simbolismo mirabolante.”


[O evento também contou com sessões gratuitas de shiatsu.]

Radiestesia e subconsciente

O padre português João Almendra explanou sobre suas práticas com radiestesia, bioenergia e reflexologia em várias partes do mundo, como Angola e Moçambique.
Para ele, radiestesia é: “(...) a arte de estabelecer convenções com o próprio subconsciente e de ler as informações do mesmo subconsciente através dos reflexos, que são acionados por perguntas do subconsciente. (...) É uma arte! Como arte, se aprende com exercícios repetitivos, com técnicas próprias dos processos deste trabalho, como o faz o músico, o pintor, o esportista para aprender a sua arte.”


[Um momento de descontração e arte: apresentação de dança do ventre egípcia.]

A fonte universal de energia

Apresentando uma das mais recentes técnicas holísticas a aparecer no Brasil, a administradora Silvia Fleury (www.solaraholistico.com) falou sobre o tema “A conexão com a fonte universal de energia – EMF Balancing Technique”. O EMF foi criado por Peggy Phoenix Dubro, autora do excelente livro já comentado em Horizonte – Leitura Holística, e intitulado “Evolução Elegante” (Ed. Madras).
Eis sua visão do momento mundial e da missão do EMF: “O EMF é uma sintonia de você com toda malha energética do planeta. E este campo eletromagnético está se alterando, muitas coisas vão mudar e por isso é necessário uma sintonia nossa com o planeta. (...) o EMF faz esta calibração, esta sintonização de seu ser (...) com a malha do planeta.”


[O naturista e escritor Celso Rossi (centro) falou sobre o tema: “Sincronicidade absoluta – você pode mudar a sua vida, mas não o seu futuro.”]

Ao final do evento foi aprovada a “Carta do 2º Encontro Estadual de Terapeutas e Profissionais Holísticos”, que em diz em um de seus trechos:

“Queremos, enfim, manifestar que acreditamos haver meios técnicos e econômicos para derrotar a ameaça de morte e retomar o fluxo normal do rio da Vida, e que falta apenas o consentimento verdadeiro e íntimo de cada ser humano, especialmente dos que detêm qualquer forma de poder político, econômico, religioso, para que se possa, brevemente, numa imensa roda de mãos dadas, dançar e louvar e celebrar a magnífica alegria de estarem todos os seres vivos irmanados entre si e reconciliados com Gaia, a Mãe-Terra, confiantes no futuro e certos de que a aventura terrena seguirá por outros séculos, animada já então pelo simples êxtase de viver e de conviver (...).”


[O público lotou o auditório da Assembléia Legislativa do RS para assistir ao 2º Encontro Estadual de Terapeutas e Profissionais Holísticos.]

Comments: Postar um comentário

Links to this post:

Criar um link



<< Home

This page is powered by Blogger. Isn't yours?