quinta-feira, 6 de maio de 2010

 

Projeto Qadosh - Música, Meditação e Canalização

Workshop

Projeto Qadosh
Música, meditação e canalização



(símbolo canalizado para o Projeto Qadosh - uma forma estilizada da palavra hebraica "qadosh", que significa "santo")

QADOSH significa "santo" em hebraico. O Projeto Qadosh tem o objetivo de promover uma expansão de consciência através da música, da meditação e da canalização. Através de técnicas meditativas da Cabala e do Oriente, das várias expressões da música espiritual instrumental e vocal (sintonização musical) e dos processos de conexão com o Eu Superior (canalização), o Projeto Qadosh é um misto de workshop, vivência, curso, trabalho de grupo, meditação cabalística e terapia de reequilíbrio emocional. É chamado de “projeto” porque tem a função de conduzir os participantes a um estado de expansão da consciência em direção ao Despertar do Verdadeiro Eu, o Mestre Interno ou a Consciência de Buda, conforme a visão espiritual que se tenha.

O conceito de “santidade”

Esta expansão de consciência tem a ver com o conceito cabalístico de “santificação” ou “santidade”, algo próximo do conceito oriental de “Despertar” ou “Iluminação”.

Cabala é a sabedoria ancestral que investiga a natureza divina. Sua aplicação no Projeto Qadosh tem a ver com percebermos a presença divina nos sons musicais, sejam os sons externos ou os internos. Esta percepção, antes facultada apenas aos Baalê Ha-Qabbalah, os “Mestres da Cabala”, agora é facultada a todos através dos sons universais da música espiritual para o Terceiro Milênio.

Para a Cabala, o ser é uma obra em execução, da mesma forma que uma música em seu processo de definição dos arranjos, após a composição de melodia principal. Ele se encaminha para um processo de “santificação” que inclui quatro fases, todas trabalhadas no Projeto Qadosh:

1 – Separação: A pessoa sente que não é mais um ente solto no mundo, mas alguém que procura entender o propósito divino e seguir a vontade cósmica; por isso, pondera suas ações, mede suas palavras e cuida de seus pensamentos. Esta fase é trabalhada pelos sons em seus aspectos de ativação da VONTADE.

2 – Dedicação: A pessoa passa a dar cada vez mais atenção a seu tempo, dedicando-o a coisas espirituais, a estudar o divino e a fazer boas ações de modo incondicional. Esta fase é trabalhada pelos sons em seus aspectos de ativação da BONDADE.

3 – Consagração: A pessoa que entende o propósito divino e se dedica a ele para a agir com o máximo de justiça e verdade, levando isso a seu cúmulo em prol do bem de todos. Então, ela sente a graça divina em seu ser e o amor cósmico verdadeiro fluir de dentro para fora. Esta fase é trabalhada pelos sons em seus aspectos de ativação da GRAÇA MISERICORDIOSA.

4 – Santidade ou Purificação: Com o tempo, a justiça e a verdade removem as manchas do ego inferior e o Eu Superior surge magnânimo e triunfante sobre o mundo. Então, a pessoa para a ser um verdadeiro instrumento do plano divino na Terra, convertendo-se em um trabalhador de luz, uma ponte entre o mundo divino e o mundo humano. Esta fase é trabalhada pelos sons em seus aspectos de ativação da PUREZA DE ALMA.

O Projeto

Música: Como cada letra e som hebraico possui uma conexão com as notas musicais, no Projeto Qadosh isso é explorado ao máximo, visando uma expansão significativa de consciência na vida dos participantes. Através da música podemos eliminar energias negativas que impedem que mereçamos as dádivas divinas que nos foram reservadas, mas que não acessamos por causa do véu de nosso ego inferior. Assim, a música canalizada e os mantras codificados que se utilizam no Projeto Qadosh agem diretamente em mentes e corações.

Na verdade, as notas de uma música canalizada ou de um mantra codificado estão presentes não por acaso, mas de modo calculado, permitindo que vibrações específicas cheguem a nossa consciência e potencializem o trabalho que já devemos estar dispostos a fazer, que é o de eliminar os véus da ignorância (ódio, preguiça, altivez, inveja, apego, etc.) e deixar brotar as qualidades santificadoras (vontade divina, amor curativo, criatividade, harmonia, compartilhamento, devoção e transmutação), todas baseadas no conceito dos Sete Raios.

As músicas utilizadas no workshop são todas canalizadas, produzidas e apresentadas por Stekel. O processo de canalização é feito em estado de concentração orientada pelo mentor de Stekel, Danea Tage. Durante o workshop, Stekel canaliza músicas ao vivo, cantadas e instrumentais, conforme o caso. Também orienta os participantes a canalizarem seus próprios sons, dependendo da receptividade destes aos sons internos que podem se manifestar externamente como melodias particularmente relacionadas a seus processos individuais de ascensão e santificação.

Meditação: A meditação é incluída como um ativador da consciência dos participantes, que conectam suas mentes ao Eu Superior através das sonoridades produzidas para gerar efeitos específicos de cura, relaxamento, dinamismo e requilíbrio energético.

A música é uma combinação de som e silêncio. A meditação funciona no silêncio interior, que é uma abstração da agitação externa caótica a que estamos sempre submetidos. A harmonia da música, alternando em tempos rítmicos som e silêncio, é um potencializador deste processo de chegar ao silêncio interior. É neste silêncio interior que estamos habilitados a “ouvir” a tão sonhada “música das esferas”. Afinal, para a espiritualidade, música é construção, co-criação, uma expressão do mundo criativo de Deus, que se manifesta através de nossa mente (do compositor e do ouvinte em níveis diferentes conforme cada um) e produz sensações relacionadas aos conteúdos internos particulares, reorganizando automaticamente tais conteúdos em direção a um equilíbrio. Por isso a música produz tantos efeitos sobre nossas emoções e pode até curar (musicoterapia).

No workshop trabalhamos a música de modo espontâneo conforme a educação musical (ou a ausência dela) em cada participante. Como bem disse Roman Jakobson (linguista russo) em uma conferência pronunciada em 1932 no Círculo Línguístico de Praga: “O importante em música não é o dado natural, não são os sons tais como são realizados, mas como são intencionados.” Dentro do que chamamos de “Sintonização musical” isso é levado ao extremo, uma vez que a música sintonizada (ou canalizada) para determinado fim ou para certa pessoa carrega uma intenção curativa (individual ou coletiva) subjacente não apenas aos sons escolhidos, mas ao todo da produção musical.

Mantras também são utilizados no processo meditativo induzido neste workshop: mantras indianos, budistas, hebraicos, etc. O cântico de mantras através de melodias canalizadas ou definidas pelos próprios participantes é encorajado como uma forma de soltar o ser das amarras do medo, da timidez e da depressão.

Canalização: A canalização entra como um processo espontâneo, do qual todos podem participar. Cada um deixará fluir o que há de mais profundo, amoroso e próspero. Canalização é um termo relativamente novo. Embora seja um processo utilizado por entidades, energias e consciências espirituais para comunicar-se com o mundo físico, a canalização é diferente da mediunidade espírita.

Na mediunidade, há a comunicação entre seres humanos encarnados e desencarnados. Na canalização, há o intercâmbio do ser encarnado com um tipo de inteligência ou consciência de evolução mais adiantada que pode ser de diversas origens. Também pode incluir a sintonização da energia de cristais e elementos da natureza que transmitem sua mensagem como sensações coletivas, algo que os canalizadores xamânicos devem entender bem. Essa sintonização se processa pela mente supra-consciente do canal e, normalmente, destina-se à transmissão de ensinamentos espirituais, científicos, artísticos ou filosóficos que estão muito além do conhecimento do canal. A música está entre os ensinamentos que podem ser sintonizados. A música espiritual é um ensinamento, embora sua decodificação se processe de modo mais intuitivo que racional.

Então, canalizar é conectar a nossa consciência com outras frequências de modos ainda não totalmente conhecidos pela ciência; é sintonizar outras dimensões de existência além da física, onde seres de energias sutis recebem e emitem freqüências que podem ser captadas por quem estiver adequadamente sintonizado.

Aliando ensinamentos espirituais universalistas a tudo isso, Stekel desenvolve um processo chamado "Representação da Ascensão", um esquema dividido em 14 passos que conduz o participante a um noção de como se processará a sua ascensão.

O trabalho todo inclui, então, momentos de música, meditação, canalização, participação do público de forma espontânea, cântico de mantras, trabalho com mandalas canalizadas e criação de melodias em conjunto com os participantes, entre outros processos, conforme a receptividade de cada grupo.

O que é necessário para a realização do workshop em seu espaço

- Número de participantes: Mínimo de 10 (dez) participantes. Não há número máximo, de forma que a quantidade de participantes acima de dez dependerá do espaço físico disponível.

- Carga horária: Há duas versões possíveis – 1ª versão (Workshop curto): 02 horas de duração; 2ª versão (Workshop extenso): 04 horas de duração com intervalo. Há a possibilidade de realização do evento dividindo o número de interessados em duas turmas em dias subsequentes, conforme o caso.

- Número de participações: Cada workshop é único e se baseia no quantum energético do grupo inscrito. Contudo, há um caráter crescente e evolutivo na participação de mais de um workshop ao longo do tempo, pois as sonoridades trabalhadas ativam subliminarmente aspectos internos em escala progressiva, beneficiando o ser aos poucos e promovendo um reequilíbrio energético visível.

- Disponibilidade para um primeiro workshop: a ser combinado conforme a agenda.

Fraternalmente,

Stekel
sintonizador musical)




Contatos: pstekel@gmail.com

http://stekelmusic.blogspot.com
www.myspace.com/stekelmusic
www.youtube.com/paulostekel

Marcadores: , , , , , , , , ,


This page is powered by Blogger. Isn't yours?